Tubulação começa a ser retirada da Praia Central de Balneário Camboriú

Foto divulgação

Começou ontem, a retirada dos tubos utilizados na obra de recuperação da Praia Central de Balneário Camboriú. A tubulação está sendo retirada por carretas que são carregadas no canteiro de obras do Pontal Norte e escoltadas pelos agentes de trânsito até a BR-101. A operação só será feita durante o dia.

No total, 440 tubos de 12 metros cada foram utilizados na obra, tanto na linha aquática, que trouxe a areia nova da draga Galileo Galilei até a orla, quanto na tubulação usada na praia. A previsão é de que o trabalho de retirada dos tubos dure cerca de 15 dias.

Enquanto isso, ao longo da Praia Central, continuam a ser feitos os acabamentos da obra, que são a terraplanagem nos locais onde necessário, ajuste de degraus que ficaram, e a parte mais próxima do calçadão onde ajustes são necessários. Quando toda a tubulação for retirada, o acabamento final será a aeração da areia com a utilização de arado.

Dados da Recuperação da faixa de areia da Praia Central

- Objetivo é devolver à orla as mesmas condições que tinha no passado;

- Largura da praia passou de 25 para 70 metros, em média;

- Tamanho da Praia Central: 5,8 km;

- Areia veio de jazida a 15 km da costa;

- Obra de proteção estrutural da orla vem sendo debatida desde os anos 1990;

- Plebiscito foi feito em 2001, acompanhado pelo TRE/SC, apontou que 71% dos que se manifestaram foram favoráveis à obra;

- Depois da concessão da LAP em 2018, estudos foram contratados em cumprimento das 42 condicionantes;

 Em 15/12/2020 foi autorizada a Licença Ambiental de Instalação (LAI) da recuperação da faixa de areia da Praia Central de Balneário Camboriú;

- No dia 18/12/2020 foi assinado o contrato com o Consórcio DTA / Jan De Null, vencedor da licitação;

- Draga Galileo Galilei começou o preenchimento em 22 de agosto deste ano;

- A última descarga da draga foi em 31 de outubro do corrente.